La Casa de Papel | O início de uma batalha épica para a próxima temporada. Confira! - Blogando Cultura La Casa de Papel | O início de uma batalha épica para a próxima temporada. Confira! | Blogando Cultura
0 comentários

La Casa de Papel | O início de uma batalha épica para a próxima temporada. Confira!

27.7.19
la casa de papel parte 4


Na sexta-feira, dia 19 de julho, a ansiedade acabou e, enfim, a parte 3 da série espanhola “La Casa de Papel” se fez entre nós.

Desde o final da segunda temporada, no ano passado, a dona Netflix nos deixou sem saber várias coisas, como: o que aconteceu com Berlim? A inspetora fará realmente parte do grupo? Denver dará prosseguimento ao relacionamento com Mônica?

Tudo isso e muito mais descobrimos na parte três da série e o Blogando Cultura detalha pra você agora.

Antes de tudo, lá no instagram do blog tem três posts para discussão sobre esta nova temporada de La Casa de Papel que, cá entre nós, está interessantíssima e merece um debate bem elaborado. Portanto, é só clicar aqui ou no @blogandocultura.

Primeiro vou contar o que foi um pouco desta parte com alguns spoilers! Portanto, fique atento para depois não vir me atacar nos comentários, hein? (se me atacar, eu vou atacar. Brasil, Inês).

As primeiras cenas de La Casa de Papel apresenta novamente os personagens que já conhecemos e o lugar onde cada um está “escondido”, após se passarem dois anos do assalto a Casa da Moeda da Espanha. Rio e Tóquio, que ambos já haviam sido identificados pela polícia, tiveram que se esconder em uma ilha paradisíaca. E é com eles que toda a história começa (ou podemos dizer, recomeça?).

Tóquio está cansada de viver na mesmice da ilha e ver as mesmas pessoas. Então ela toma a decisão de se desprender do local e ir para a cidade. Rio, por sua vez, já está acostumado com tudo aquilo que vivia há dois anos e se negou a ir. Logo o relacionamento do casal estava prestes a terminar, até que rapaz sugere a ladra usar um telefone via satélite que foi vendido por Helsinki. Eles combinaram o horário de se falar e tudo mais. 

Na primeira ligação entre eles, o telefone que teoricamente não poderia ser rastreado acaba dando sinal para os investigadores espanhóis. Enquanto Tóquio consegue fugir, Rio é capturado pelos oficiais.

Desesperada ao perceber que Rio foi capturado, Tóquio consegue se encontrar com o Professor, que está com Raquel, a inspetora, que agora se chama Lisboa (eu amei, inclusive, a cena em que ela diz: “me chame de Lisboa”) e relatar tudo o que estava acontecendo. Como não houve notícias sobre a captura do rapaz, logo foi levantada a suspeita de que o garoto estava sendo torturado pela polícia para revelar informações sobre os demais assaltantes. De fato, é agora que a série começa.



La Casa de Papel | Os assaltantes agora são os heróis?


Na terceira parte de La Casa de Papel podemos ver que os ladrões são considerados heróis pela população da Espanha, a partir do momento em que eles soltam uma quantia alta em dinheiro pelos céus do país, usando um dirigível. São considerados como “Robin Hoods” dessa geração, já que começam a ir contra os ideais do governo corrupto e sujo. Os macacões vermelhos e as máscaras se tornaram símbolos de resistência e são usados em várias manifestações por todo mundo, inclusive no Brasil.

Inclusive, enquanto Tóquio e Rio se despediam na ilha antes de tudo começar, é cogitado por eles a vinda para o Rio de Janeiro, afim de curtir as festas que por lá são realizadas. Eu amo uma série que homenageia os fãs.

Continuando, com o apoio da população, o professor junto de sua equipe esquematiza um novo roubo, porém com o intuito de protestar contra o que “possivelmente” estavam fazendo com Rio. Como eu disse mais acima, suspeitavam que ele estava sendo torturado para entregar informações sigilosas sobre os parceiros.

Diferente da primeira temporada, onde a Casa da Moeda foi o alvo, desta vez o Banco da Espanha está na mira do grupo. No local há um cofre embaixo da terra com uma grande quantidade de ouro, além de documentos que comprovam as irregularidades do governo. Estes documentos ajudariam na negociação para liberarem o Rio.

la casa de papel parte 4
Bogotá | Nairóbi | Estocolmo | Denver | Tóquio | Lisboa | Professor | Helsinki | Esqueçi o nome desse moço | Palermo

La Casa de Papel | Empoderamento Feminino


la casa de papel parte 4
Alicia Sierra | Netflix
Quando Nairóbi disse: “Que comece o Matriarcado”, ela não estava de brincadeira. Junto a Tóquio e Estocolmo (a Mônica, que trabalhava na Casa da Moeda no primeiro assalto e se juntou com o Denver, lembra?), elas combatem o machismo do novo personagem chamado Palermo, que sempre faz um comentário desmerecendo as mulheres. Com isso, elas marcam significativamente a presença feminina na série.

Como já dito, a inspetora Raquel se juntou ao professor e agora se chama Lisboa. Durante este roubo ela está com ele fazendo as negociações entre o bando e a polícia. 

Falando em polícia, mais uma presença feminina está na série: trata-se da inspetora Alicia Sierra, que irá fazer de tudo para atrapalhar os planos do professor. Grávida, ela não desce do salto, é a responsável por torturar Rio e, em seguida, comandar as negociações.



La Casa de Papel | Berlim morreu ou não?


Não sei você, mas eu fiquei um pouco confuso quanto a aparição de Berlim na parte 3 de La Casa de Papel. Tudo isso, porque na segunda temporada ele foi metralhado durante a fuga da Casa da Moeda. Sem falar que ele estava em estado terminal devido a doença que tinha. Tudo isso tem uma explicação. Veja.

A aparição de Berlim na parte três da série não passou de flashes, lembranças, já que o mesmo era o autor do plano de assalto ao Banco da Espanha. Ou seja: antes mesmo de armarem o assalto da Casa da Moeda, lá na primeira temporada, também já havia pronto um plano para roubarem o Banco da Espanha.

Palermo, que iremos falar logo mais, era um grande amigo de Berlim e, antes de entrar para o grupo, acusa o professor pela morte do "irmão". Um pouco para a frente ele se desculpa e resolve entrar para o bando.

A partir deste momento, o roubo ao Banco da Espanha deixa de ser apenas um roubo e se torna uma demonstração de afeto, amor e amizade em parceria com o Rio. Eles concluíram que são mais que uma equipe e que não poderiam deixar mais um membro pra trás.



La Casa de Papel | Quem são os novos personagens?


Além de Lisboa (Raquel) e Estocolmo (Mônica) que já conhecemos nas últimas duas partes de La Casa de Papel, temos também a chegada de mais três personagens: Bogotá, Marsella e Palermo. Infelizmente houve um erro aí: a história de cada um é contada de forma rasa, nada aprofundada e, diferente dos demais que foram apresentados na primeira parte, estes temos que deduzir o que são ou quem eram.

Algumas características ficaram nítidas, como: Palermo ser amigo de Berlim; Marsella que defende as causas animais; Bogotá, um dos melhores soldados do mundo. A princípio, apenas isso. (vou pesquisar mais sobre cada um e faço um post contando sobre eles. Ou um vídeo! O que acham da ideia?).

La Casa de Papel | O início de uma batalha épica para a próxima temporada.


Primeiro: já sabemos que haverá uma quarta parte ou temporada da série La Casa de Papel. Tudo isso ficou nítido após o final da terceira parte que, cá entre nós, está me matando de ansiedade para vir logo.

Segundo: nas redes sociais, especificamente no twitter, há rumores de que a continuação desta parte já estaria gravada e a qualquer momento pode ser liberada. Este, inclusive, é o meu sonho de princesa do gugu. Dona Netflix, nunca te pedi nada, pls!

Bom! Vimos no final da parte 3 de La Casa de Papel que, infelizmente, o Professor caiu na própria armadilha. Lisboa, ao ser pega pelos policiais não desliga a escuta e Alicia solicita que sejam realizados dois disparos. Logo o articulador do crime entende que a amada foi executada e ordena aos demais que estão no Banco da Espanha que ataquem os agentes com a mesma moeda. Com este ataque o Professor declarou guerra contra o governo e agora muita coisa está em jogo.

Sabemos que dentro do Banco da Espanha há documentos sigilosos que colocam o governo em saia justa e isso pode se tornar uma das maiores moedas de troca da autoridade local: a não divulgação da papelada em troca da fuga dos assaltantes, entende?

Caso os papeis venham a público, a atitude dos assaltantes diante a população pode gerar um grande impacto positivo e limpar a "ficha", já que mataram diante de todos os agentes que tentavam invadir o banco.

Infelizmente, só vamos saber ao certo o que pode acontecer quando a parte 4 ser lançada. Enquanto isso, ficamos aqui especulando, deduzindo, teorizando ou seja lá como você chama isso haha.

Por fim, ficamos por aqui!

Deixe seu comentário, sua opinião sobre a parte 3 ou o que  acha que pode acontecer na parte 4. Estou aqui para debater com você.

Continue Lendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogando Cultura - 2019 Design e desenvolvimento por: Lariz Santana